“Nutrir e Destoxificar”
Flavonoides

Nos últimos anos, muito se tem falado sobre Detox, com isso certos modismos e até um incremento no mercado foi observado, aparecendo muitos produtos com a promessa de fazer “detox”.
Mas há uma razão muito certa pra isso!
Nas últimas décadas, a humanidade foi largando no ar e em quase todos o produtos ao nosso redor, sejam alimentícios ou não, milhares de novas substâncias químicas nocivas ao nosso organismo.
Por tanto, basta compreendermos que, em milhares de anos de evolução, o ser humano desenvolveu um sistema de defesa para combater patógenos, ou seja, os micro organismos, mas nosso corpo não é bem preparado para lidarmos com tantos produtos químicos.
Daí a real importância em estarmos com nosso organismo forte e ativado para podermos eliminar estas substâncias que vão se alojando em nosso corpo.
As toxinas têm preferência pelos tecidos adiposos, pois se agregam facilmente às gorduras, por isso, são órgãos alvo, o cérebro, o fígado, sistema linfático, entre outros, ou seja, elas não ficam na corrente sanguínea, por isso é mais difícil de eliminá-las e mais difícil ainda detectá-las.
Hoje em dia, é comprovado que a grande parte da humanidade urbana tem certo grau de toxicidade, a diferença entre cada um, é a capacidade que cada organismo tem de se livrar dessas toxinas.
Para tanto, é necessário que o corpo esteja devidamente nutrido para isso, em outras palavras, desintoxicar não simplesmente “por para fora”, a eliminação das toxinas é a terceira etapa de um processo metabólico de três etapas, a Biotransformação, Bioconjugação e Eliminação.
Não acabe explicar todo esse processo, porém em resumo significa que o organismo tem de estar devidamente saudável e nutrido corretamente para que esse processo natural de detox faça seu papel diariamente.
Antes de eu descrever alguns alimentos “chave” para isso, vou expor alguns sintomas e sinais que podem indicar que a pessoa encontra-se cronicamente intoxicada, são exemplos: sensibilidade a cheiros, intolerâncias alimentares, erupções cutâneas, confusão mental, letargia e cansaço, dores musculares, entre muitos outros sintomas, pois um corpo intoxicado com o tempo levará à diversas enfermidades.
Caso você sinta tais sintomas ou quaisquer outras situações que parece estar se tornando corriqueiro, saiba que há procedimentos de desintoxicação (mais corretamente chamado de Destoxificação) baseado em substâncias naturais e com potêncial destoxificante.
Entre tanto, de forma natural e para agregar ao seu dia-a-dia, segue alguns nutrientes que não devem faltar em sua cozinha, eles são “coringas” na destoxificação pois oferecem os nutrientes essenciais para ativar nosso metabolismo a colocar pra fora todo o lixo.

As Brásssicas:
Couve Flor, Couve de Bruxelas, Couve folha, brócolis, Acelga, repolho, mostarda, nabo, agrião, rúcula.
Atenção!
O nutriente que mais interessa aqui é o sulforafano contido nesses legumes, mas ele se perde caso seja muito cozido, o ideal é consumir cru, ou então no caso das couves ou brócolis cozinhas não mais que 3 minutos, deve estar firmes ainda.

Os polifenóis e flavonoides:
Cravo da Índia, canela, orégano, menta desidratada, cacau e frutas vermelhas e roxas como, goji berry, mirtilo, amora, uva escura, jabuticaba ameixa desidratada, passas, açaí entre outras.
O chá verde também é imprescindível, contendo flavonoides como as catequinas, poderoso antioxidante e destoxificante. Também pode pesquisar por chás com potencial depurativo como: bardana, tansagem, salsaparrilha, alecrim e dente-de-leão, os chás podem tornar-se hábito, mas deve consultar um profissional caso tenha restrições e deve ir alternando os chás.

Por último, mas não menos importante, a Cúrcuma, ou Açafrão.
Contém curcumina, um poderoso antioxidante, anti-inflamatório, neuro protetor, sendo um dos nutrientes mais ricos e valiosos descobertos. Pode abusar na comida e também fazendo chá. Encontra-se na forma de cúrcuma longa em cápsulas, mais concentrado em curcumina.
Lembrando que, uma pessoa com grau mais profundo de toxicidade, que já apresenta sinais ou sintomas, aconselho procurar por um tratamento, pois a toxina instalada cronicamente associada a um organismo que não mais consegue lidar com ela, um tratamento de destoxificação específico para cada caso torna-se necessário.
Até a próxima, forte abraço!