” A Cacau é Show “
Screenshot_20190906-202118_1_1

A corrida é algo que me motiva, inspira e me desafia.
É onde consigo organizar meus pensamentos e entender o que se passa nessa mente ligada no 220v.
Cresci em uma família onde o esporte era uma das principais pautas, se não a principal, e a partir disso comecei a ver que esse caminho seria o que eu mais gostaria de traçar, mas sabe aquela coisa de não se encontrar em nenhuma modalidade?
Essa era eu!
Fiz tudo o que podia quando era criança, desde balé até basquete (com minha super altura).
O tempo foi passando e caí na rotina de ir para academias ou fazer funcional, só para dizer que estava indo, mas era naquele ciclo que durava cerca de 6 meses, e depois parava.
Até que veio a profissão!
Cresci no ambiente esportivo e isso me fez querer trabalhar com o esporte, e por ser comunicativa e me ver em um ambiente jornalístico contando histórias, embarquei nessa!
Cursei jornalismo, trabalhei na área e fui me apaixonando pela profissão, até que surgiu meu programa na Rádio Guarujá 1420AM, uma oportunidade de falar todos os dias sobre esportes e dos mais variados, e foi aí o gatilho da atividade física constante!
Por conversar com pessoas que buscavam uma melhor qualidade de vida, percebi que precisava de credibilidade e conhecimento para falar sobre, e foi aí que me despertei para deixar a preguiça de lado.
Voltei ao básico funcional, mas ainda não era o que eu queria, até que olhei a corrida com o olhar de desafio, e para ser mais precisa, fui desafiada no meu programa que conseguiria correr, coisa que eu achava impossível por não ter fôlego, e lá fui eu, me desafiar, me conhecer e praticar um esporte que sempre achei lindo ver.
Comecei em agosto de 2017 e não parei mais, pois percebi o quanto me fazia bem e como eu conseguia me conectar com meu eu.

IMG_7736
A maneira que os pensamentos se organizavam, me despertou um interesse ainda maior, e a evolução no meu tempo, e sem atropelar as fases, me gerou desafios internos e vontade de melhorar ainda mais!
Hoje, há cerca de 2 anos nesse mundo da corrida, completei em agosto de 2019 minha primeira meia maratona, sim, para quem não corria 100m, fechei meus primeiros 21k em 2h05min, sem atropelos, com auxílio, muito treino e alegria!
Não fiz nada sozinha, até porque não se faz nada sozinho, tive e tenho profissionais adequados para a prática do esporte, até porque, correr não é só colocar um tênis e sair.
Aprendi e aprendo com a corrida que a mente é nosso maior aliado, mas pode ser nosso inimigo, que a constância vale muito mais do que o atropelo, que a disciplina e a paciência nos levam muito além e com qualidade, e que a endorfina pós corrida é incrível.

Ad