“Leite e Alergias”
q9uuf0apm0ldo2rpbihh

O leite do tipo A2A2, é uma nova produção de leite, destinado a consumidores que têm alergia ao alimento.
No Brasil , há pelo menos três laboratórios que já realizam o teste de genoma das vacas para verificar os animais capazes de produzir o leite A2A2.
Segundo estudos, leite e produtos lácteos derivados de vacas com gene A2A2 estão livres da beta-caseína A1, responsável por sintomas como diarréias, vômito, ou intestino preso, inflamação intestinal, sangue nas fezes, cólicas intestinais, distensão abdominal, dermatite, refluxo e gastrite/esofagite.
Comumente, os sintomas da alergia a proteína podem ser confundidos com a intolerância à lactose, pois são bastante semelhantes, e dessa forma, os pacientes são levados ao não consumo de leite e derivados, ou até são medicados para esse tipo de patologia, quando na verdade, o que gera o desconforto é a proteína.
Devido o consumo do leite contendo a beta-caseína A1 pode promover inflamação intestinal e agravar os sintomas gastrointestinais agudos da intolerância ao leite.
A marca Letti foi a pioneira no Brasil a produzir leite fresco em escala, e além do leite, também está produzindo iogurtes, queijo, coalhada e creme de leite fresco proveniente de vacas desta genotipia.

Sessão-do-Studio-037

Ad