“Qualidade do Whey protein”
whey SCOOP

A “Proteste” em setembro fez nova análise dos Wheys comercializados, para ver a se as informações nutricionais eram fiéis, até porque há pessoas que escolhem determinadas marcas para que a pratica da dieta seja conforme o estabelecido pela nutricionista ou para atingir o resultado desejado.

Dentre os tipos de suplementos ofertados, o Whey Protein (proteínas do soro do leite de vaca) é um dos mais consumidos.
Há outros tipos de proteínas como o Beef protein (proteína da carne – e não se diz whey da carne, pois o whey mesmo é do soro do leite) e mais a proteína vegana (Vegan protein – proteína extraída de leguminosas como a ervilha).

O laboratório analisou 30 marcas de Whey Protein em pó, sabor baunilha, ao laboratório.
Se os rótulos traziam informações obrigatórias por lei e se os teores de proteína e carboidratos que constavam nos rótulos estavam de acordo.
No geral, os rótulos estão, sim, mais confiáveis, principalmente em relação à proteína.
Porém, quanto a rotulagem em relação a quantidade de carboidratos deixou a desejar.
O fato de haver diferença entre o valor presente no rótulo e o encontrado em laboratório, nesse caso, não traz riscos à saúde.

Para você ver as análises entre:

https://www.proteste.org.br/saude-e-bem-estar/bem-estar/teste/whey-protein

Cabe salientar que para quem usa o Whey como uma estratégia de hipertrofia, é necessário aliar com uma quantidade de carboidrato (adequação que se dá através de cálculo energético e de macro nutrientes para um fim determinado: feito pelo profissional nutricionista).
Pois há muitos indivíduos que acham que somente a proteína vai propor um aumento de massa muscular.
Fique atento as informações verídicas, procure um profissional habilitado.

Sessão-do-Studio-037

Ad