“Fala Psicóloga”
Screenshot_20180516-091240(1)

Personal Trainer: um regador de “plantinhas” com emoção.

Decidir por um Personal Trainer para auxiliá-lo no processo de busca dos seus objetivos envolve muitas questões, desde o início, a escolha se dá por meio de uma transferência (relação da imagem que faz deste profissional).
A transferência na escolha se apresenta de várias formas, seja porque um amigo já é seu aluno e o elogia, por uma admiração ao seu trabalho vista diretamente ou indiretamente, por meio de algo que este possua (como um corpo desejável ou o status que ocupa no seu meio), enfim atribui-se a este um saber, um conhecimento, uma expectativa que o personal tenha a chave, o segredo para o sucesso que lhe fará atingir sua meta.
Nesse sentido é importante pensar que somente a crença, a fé de que algo bom vai acontecer em relação aos seus treinos, por si só, já provoca uma mudança subjetiva positiva no indivíduo.
Nessa situação o professor adquire um poder que pode ser usado para ensinar quanto para influenciá-lo, porém, podemos pensar que este vínculo somente se estabelece na relação que será construída, e o profissional precisa estar atento a escutar seu aluno, principalmente sem desmerecer o conhecimento que ele tem sobre seu próprio corpo. Ao ignorar o que o aluno diz sobre suas limitações, seus objetivos, suas “dores” estaria comprometendo a confiança que está por se estabelecer, evidenciando assim, que aquela pessoa nada sabe sobre si mesmo, violando sua autonomia, impondo um conhecimento técnico que possui, sem levar em conta as particularidades de sua aplicação.
Se o professor consegue desenvolver com o aluno esse vínculo de confiança, encontrando juntos uma estratégia que leve em conta o conhecimento técnico, sua habilidade humana de ouvir e entender um indivíduo único em suas singularidades podemos dizer que o sucesso da adesão aos treinos e resultado buscado tem grande chance de serem alcançados.
Além disso o prazer e a felicidade, não precisa estar em alcançar uma meta, em realizar os objetivos, pode estar no percurso, no caminhar, fazer dos treinos um momento único de conquista, onde além de fazer crescer músculos nesses seres humanos dito “Plantinhas com emoção”, o Personal Trainer seja um regador de autonomia, de autoestima, de amor próprio, de autoconfiança, de reconhecimento, de “cura” do corpo e da mente.

Ad