“Treinamento de Core e Estabilidade”
7ede18_fb0bc7d82aad4c979e01075493ae6a84-mv2_d_5000_3125_s_4_2

TREINAMENTO DE CORE E ESTABILIDADE – UM PRÉ REQUISITO PARA A PRÁTICA SEGURA DE EXERCÍCIOS FÍSICOS

O treinamento dedicado aos músculos do CORE e a habilidade de criar um tronco estável e forte é essencial para a prevenção de lesões e aumento do rendimento, seja ele atlético ou não.
A coluna vertebral é uma pilha de vértebras que são solicitadas a suportar altas cargas axiais (a barra para a realização do agachamento é exemplo de carga axial) e torques rotacionais (giros) ao mesmo tempo que necessita manter sua estabilidade.
Sendo assim, a coluna vertebral é uma estrutura única em função de ser flexível e permitir uma ampla gama de movimentos ao mesmo tempo que é capaz de suportar cargas de compressão (esmagamento) torção e cisalhamento (escorregamento).
Para a coluna ser capaz de suportar tais feitos e realizar uma gama de movimentos exigidos em nosso dia-a-dia ou na prática esportiva, a coluna necessita de um sistema de estabilização composto pelas forças produzidas pelos músculos do CORE e pela ação dos músculos paravertebrais (músculos que ajudam a dar firmeza para a coluna).
O equilíbrio e a distribuição de força desse grupo de músculos criam uma estrutura rígida e flexível capaz de controlar cargas altas e, por conseguinte o surgimento de lesões.
A exemplo prático, quanto maior for o peso utilizado em um exercício de agachamento, levantamento terra ou stiff, maior será a solicitação da musculatura do CORE para estabilizar a coluna e evitar que a mesma entre em zona de risco.

Ad

O indivíduo que possui o centro do corpo “CORE” forte tem maior capacidade de produzir movimentos rápidos e fortes tanto com os membros superiores (braços) quanto com os membros inferiores (coxas).
Nesse viés, é absolutamente indispensável ser capaz de ativar adequadamente o CORE para deslocar altas cargas, realizar rápidas trocas de direção, movimentos ou corridas, além, é claro de realizar levantamentos de classe olímpica de forma competente.
Em suma, não adianta você almejar braços fortes, coxas grosas, peitoral e costas grandes se seu centro de força (CORE) é fraco.

core
Lesões graves podem surgir por déficit de força desse grupo de músculos.
Sendo assim, não negligencie esse grupo muscular, converse comum profissional qualificado e aprenda a ativar tais músculos, assim você colherá os benefícios de uma coluna forte sem incidência de dores lombares ou qualquer outra disfunção.

Leandro Porto
Personal Trainer
Cref: 019976-G/SC
Contato: (48) 9-9951 3856
Instagram: leandroportocoach