*Bulimia e Adolescentes*
Logo - Quelin Rocha

Dando sequência aos textos sobre transtornos alimentares, nesta edição vou falar sobre a Bulimia nervosa, que diferente da anorexia, consiste em uma compulsão excessiva pela alimentação, seguida de estratégias para eliminar o alimento por meio de indução ao vômito e uso de laxantes e diuréticos.
Os prejuízos físicos e psíquicos também estão presentes, mas o que gostaria de chamar a atenção é que igualmente a Anorexia, a Bulimia também incide em 90% dos casos principalmente em adolescentes e jovens do sexo feminino.
Quanto ao feminino, podemos pensar em muitas questões, a cultura que eleva a mulher a nível de corpo (objeto), a própria questão da feminilidade e do que é ser mulher, as pressões sociais, o fato de que no desenvolvimento(maturação) do corpo a menina ganha gordura (devido aos hormônios) diferente dos meninos que desenvolvem força e músculos, enfim, são muitos os fatores, e precisam ser pensados em cada caso.
Além disso, gostaria de demarcar com maior ênfase o fato comum destes transtornos se fazerem tão presentes na adolescência, pois bem, ser adolescente por si só já é conflituoso, é um momento de redefinir sua identidade, de integrar passado e futuro com suas identificações, de separação dos pais para ingressar em novos grupos sociais, envolve transformações da sexualidade e do corpo, é normalmente marcado como um mal estar de quem não se sente bem na sua própria pele, sentimentos de que ninguém pode compreendê-lo são muito fortes e um certo silêncio se faz presente.
Sendo assim é muito difícil encontrar o limite entre o normal e a doença na adolescência, por justamente se tratar de uma fase com muitas mudanças e alvoroços.
O importante é sempre estar atento para os comportamentos que causam prejuízos sociais, físicos, emocionais, e na dúvida entre o que pode ser normal da fase adolescente e o que pode ser uma doença, procure ajuda de um profissional, pois muitas vezes quando estamos inseridos, imersos no problema, ficamos cegos para o óbvio.

 

Ad