“Mitos e Verdades Sobre a Creatina”
creatina (1)

A creatina é um dos suplementos mais utilizados no mundo, sendo reconhecida por diversos atletas por ser um suplemento nutricional ergogênico extremamente eficaz, com resultados rápidos e perceptíveis.

Infelizmente a creatina sempre esteve envolvida em diversas polêmicas, e para desmistificar essas crenças, a Sociedade Internacional de Nutrição Esportiva (ISSN) lançou em 2017 um parecer após revisar diversas literaturas referentes ao uso de creatina.

Dentre os destaques estão:

A creatina monohidratada é o suplemento nutricional ergogênico mais eficaz atualmente em relação ao aumento de massa muscular, desempenho e força.
Além de segura, o uso terapêutico de creatina não demonstrou malefícios durante o uso em curto ou a longo prazo
(até 30g/dia por 5 anos), entre bebês, jovens e adultos.
O uso de creatina pode ser uma alternativa favorável em comparação ao uso de drogas androgênicas anabolizantes potencialmente perigosas.
A adição de carboidratos ou carboidratos e proteínas parecem aumentar a absorção muscular de creatina, porém não sendo observado alteração no desempenho do atleta.
O método mais rápido para estocagem de creatina muscular é utilizando 0,3g/kg/dia durante 5 a 7 dias, seguidos de 3-5g/dia para manter as reservas elevadas.
Sendo assim, o estudo mostrou que o uso terapêutico de creatina pode ser utilizado, desde que de forma segura por pessoas de diversas idades, por longo período, de forma supervisionada e controlada, quebrando o mito popularizado entre os praticantes de atividade física sobre possíveis danos renais relacionados ao uso de creatina, além dos fatores positivos relacionados ao ganho de massa muscular, força e desempenho físico.

Fonte da Matéria: Alisson dos Santos

IMG-20180403-WA0041(1)

Ad