“Carboidrato: Vilão ou Mocinho?”
carboidratos-525x330

Carboidrato: vilão ou mocinho?

Nosso organismo necessita de energia para se manter funcionando, essa energia alimentamos através das calorias que contem nos alimentos, além disso os alimentos contém macro e micronutrientes.
Os macronutrientes são aqueles que compõem a maior parte da alimentação.
São responsáveis por fornecer a energia necessária para manter o corpo funcionando, no grupo dos macronutrientes encontram-se os carboidratos, as proteínas e as gorduras.
O mais temido dentre os três é o carboidrato que encontrasse em abundância na maior parte de alimentos como grãos, vegetais e açúcares sendo uma das principais fontes para produção de energia, porém deve ser ofertada para cada metabolismo de modo individualizado, para que não se tenha efeitos estéticos e de saúde indesejáveis.
Então deixa eu te contar um segredo, o carboidrato não é o vilão.
O que vai fazer dele mocinho é o tipo de carboidrato que escolhermos ingerir, pois os carboidratos se dividem em dois grupos: simples e complexos.

siute-1350x450

*Os carboidratos simples: são absorvidos e metabolizados rapidamente e sua absorção também é rápida, o que eleva os níveis de glicemia, como por exemplo, a glicose, encontrada no açúcar refinado, quanto mais industrializados os alimentos, mais carboidratos simples possuem, o que pode acarretar uma hiperglicemia constante no organismo.

*Os carboidratos complexos: de digestão e absorção mais lentos, são os mais indicados, porque não elevam tão rapidamente a glicemia, são menos industrializados e mais ricos em fibras, sementes e farelos, encontrados facilmente na farinha integral, grãos, frutas com muitas fibras, verduras e legumes.
Além de incluir no cardápio carboidratos complexos, tem que prestar atenção no horário em que se faz a ingestão destes e a quantidade.

É importante analisar o objetivo do indivíduo (emagrecimento, hipertrofia, queima de gordura, adequar níveis de glicose sanguínea) para aí sim a nutricionista porcionar os carboidratos do dia e as quantidades para cada refeição.
Por exemplo, para quem deseja ganhar massa muscular, nada adianta um cardápio rico apenas em proteína, pois para a hipertrofia muscular, é necessário também adequar a quantidade de carboidrato.
A escolha de um cardápio inteligente utiliza índice glicêmico e não exclusão.

Nutri Sendy Speck.

https://www.instagram.com/nutrisendyspeck/?hl=pt-br

Sessão-do-Studio-037