“Menopausa x Felicidade”
landscape-1491992409-hot-flashes

Menopausa X Felicidade

Quando ocorre a última menstruação espontânea da mulher, ou seja, seus ciclos menstruais e ovulatórios se encerram por mais de um ano, ela entra na chamada MENOPAUSA.
Ela pára de produzir os hormônios estrogênio e progesterona.
A pouca quantidade de estrogênio no corpo faz com que o organismo não utilize o açúcar de forma tão eficiente, o que aumenta a quantidade de gordura armazenada e dificulta a perda de peso.
Além disso, ela fica mais vulnerável a doenças, pode ter ondas de calor, suores noturnos, insônia, diminuição da atenção e memória, perda da libido, alterações na distribuição da gordura corporal e até depressão.

Mas, a pergunta que não quer calar:
É possível conviver bem com a menopausa?!

Sabemos que, para uma vida saudável é necessário praticar atividade física, se alimentar bem e manter um equilibro em todos os âmbitos da vida, certo?

Na menopausa, a mulher necessita que esta rotina seja elevada ao nível máximo na sua escala de importância.
Seu bem-estar será determinante para a sua felicidade.
Desta forma, fica clara a responsabilidade que cada uma tem com seu próprio corpo físico e mental.
Você, mulher, é a grande responsável pela sua tranquilidade nesta fase da vida.

Respondendo a pergunta:
Sim, é possível viver muito bem, mas dependerá muito da sua atitude frente a estas novas condições.
Sua capacidade de adaptação também terá uma importância extrema.

Será necessário manter religiosamente uma rotina de treinos.
Se você não tem uma, chegou a hora de mudar!
Caminhe, faça musculação, dança ou alguma arte marcial, mas se movimente!
Com a liberação de endorfinas na corrente sanguínea, evitamos o estresse e aumentamos o bom humor, com o treino também diminuímos os riscos de doenças (principalmente as cardiovasculares) e da osteoporose, dentro outros benefícios que você provavelmente já conhece.
Em suma: você precisa praticar atividades físicas, não tem escapatória!

Algumas terapias alternativas também são indicadas, como acupuntura, meditação e florais.
A leitura também pode se tornar uma excelente terapia, tendo em vista que sua memória pode começar a não funcionar como antes.

Na alimentação, saiba que o que você ingerir será determinante para um bom ou mau dia.
Foque nos alimentos ricos em soja, legumes e verduras (principalmente as folhas verdes escuras, pois são ricas em ferro, cálcio e vitaminas importantes para você).
Alimentos como o inhame, lentilha, grão de bico, amendoim, semestres de linhaça, farelo de trigo também são importantes, pois são ricos em fitoestrogênio, composto químico que imita a ação do estrogênio.

Outra dica é o banho de sol.
A vitamina D obtida através dos raios ultravioleta melhora a absorção do cálcio, fortalecendo os ossos e evitando a osteoporose.
Também existem estudos relacionando a vitamina D com o bom humor.
Após uma breve análise nas indicações atuais dos médicos, temos que os banhos de sol de quinze a vinte minutos, três vezes por semana e antes das 10 horas da manhã são os mais indicados.

Caso seja necessário, seu médico te indicará uma reposição hormonal.
Cabe a você manter em dia as consultas e os exames.

E, por fim, cuide da sua cabeça.
Você é responsável por tudo que absorve ou consome, sejam alimentos, palavras ou energias.
Você é responsável por manter seus pensamentos numa boa vibração e atrair pra si somente coisas boas.
Seja uma pessoa positiva e faça o que te faz bem.
Evite reclamar, estudos já comprovaram que este ato, além de afastar os outros, te deixa negativos e facilita o surgimento de novos pensamentos ruins no futuro.
Inclusive, reclamar demais pode até enfraquecer o sistema imunológico, provocando o aumento da pressão arterial, entre outros malefícios.
Evite guardar mágoas, a raiva e a frustação aumenta a liberação de cortisol, nosso famoso hormônios do estresse. Altamente catabólico (faz você perder massa magra e acumular gordura) e contribui para o aumento do colesterol ruim, para a perda de memória e para o aumento dos riscos de diabetes e obesidade.
Evite dar desculpas.
Assuma que você não está fazendo o que tem que ser feito, comece a fazer de uma vez por todas e transforme sua vida em momentos leves e tranquilos.

Agora que você já sabe que é possível sim conviver bem com a menopausa e já tem todas as dicas para tal, é hora de você fazer a sua parte: tenha atitude e comece agora!

Sara Fávero
Proprietária do SARA FÁVERO PERSONAL STUDIO
Personal Trainer CREF 15270 G/SC

Ad